RS registra a primeira morte de criança por dengue em 2023

53
Mosquito sucking blood

RS registra a primeira morte de criança por dengue em 2023

Paciente de Passo Fundo tinha 10 anos e não possuía comorbidade
A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul (SES) confirmou, nesta quinta-feira, a primeira morte de uma criança por dengue este ano no Estado. Trata-se de uma criança de 10 anos, que não possuía comorbidades. Ela era residente de Passo Fundo. O óbito ocorreu no dia 22 de abril, mas informado hoje pela pasta. Com este caso, sobe para 15 o número de vítimas da doença em solo gaúcho este ano.
Neste ano, o Rio Grande do Sul já registra 9.343 casos confirmados da doença, dos quais 8.573 são autóctones, quando o contágio aconteceu dentro do Estado. Os demais casos são importados, quando residentes do Rio Grande do Sul foram infectados em viagem a outro local.

Em 2022, o Estado registrou seus maiores índices da doença em toda a série histórica. Foram mais de 57 mil casos autóctones e outros 11 mil casos importados. Ao todo, foram registrados 66 óbitos em virtude da dengue no ano passado.

Principais sintomas

• febre alta (39°C a 40°C), com duração de dois a sete dias
• dor atrás dos olhos
• dor de cabeça
• dor no corpo
• dor nas articulações
• mal-estar geral
• náusea
• vômito
• diarreia
• manchas vermelhas na pele, com ou sem coceira
Óbitos por dengue em 2023 por faixa etária

• 0 a 20 anos: 1
• 20 a 29 anos: 2
• 40 a 49 anos: 2
• 60 a 69 anos: 2
• 70 a 79 anos: 2
• 80 anos ou mais: 6

Fonte: Correio do Povo

Artigo anteriorBolo fofinho de uva
Próximo artigoInvestigação: garimpo em área yanomami é mantido por crime organizado