Home Destaque Governo federal amplia créditos e detalha medidas emergenciais de enfrentamento à estiagem no RS

Governo federal amplia créditos e detalha medidas emergenciais de enfrentamento à estiagem no RS

0
Governo federal amplia créditos e detalha medidas emergenciais de  enfrentamento à estiagem no RS

Governo federal amplia créditos e detalha medidas emergenciais de

enfrentamento à estiagem no RS
Ministros estiveram em visita ao município de Hulha Negra nesta quinta-feira
O ministro do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira, anunciou ampliação de créditos e revisão de pendências para agricultores gaúchos, prejudicados pela estiagem em visita ao município de Hulha Negra, nesta quinta-feira. As ações emergenciais detalhadas, a serem viabilizadas com os recursos anunciados na última quarta-feira, de R$ 430 milhões, são o pagamento da segunda parcela de créditos de instalação, de R$ 5 mil, para 10 mil famílias assentadas, com o total de R$ 50 milhões investidos; disponibilização de R$ 300 milhões em microcréditos de até R$ 6 mil com 0,5% de juros ao ano para o Grupo B do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf); e prorrogação de até 36 meses do pagamento de operações de custeio não amparadas pelo Proagro. Também foi noticiada a formação de um grupo de trabalho para ações de curto, médio e longo prazo para combate aos efeitos da estiagem.
O encontro também contou com a participação do Ministério de Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), representado pela secretária nacional de Políticas de Desenvolvimento Regional e Territorial, Adriana Melo; da Agricultura e Pecuária (Mapa), com o secretário Irajá Lacerda; e do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), com o ministro Wellington Dias. Além disso, estiveram presentes o chefe da Secretaria de comunicação do governo Lula, Paulo Pimenta, o governador do Estado Eduardo Leite, deputados e prefeitos.
Além dos créditos, Teixeira anunciou prorrogação da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) por mais um ano, juntamente com revisão do CAF-Pronaf, para facilitar esse processo. O ministro afirmou, ainda, que o governo vai se “debruçar sobre as 100 mil DAPs vencidas e dívidas dos agricultores, uma parte deles que não tem mais como obter crédito porque já tem mais de 3 anos de seca”, referindo-se ao limite de vezes consecutivas que o produtor enquadrado no Pronaf pode utilizar o seguro rural do programa.

Fonte: Correio do Povo

  • https://server2.webradios.com.br:19142/9142
  • Rádio Barão 105.9 FM
  • Rádio On Line