Home Geral Comitiva liderada pelo SUTRAF-AU apresenta demandas da região em Brasília

Comitiva liderada pelo SUTRAF-AU apresenta demandas da região em Brasília

0
Comitiva liderada pelo SUTRAF-AU apresenta demandas da região em Brasília

Comitiva liderada pelo SUTRAF-AU apresenta demandas da região em Brasília


Lideranças sindicais, do poder público e da UFFS participaram de diversas audiências com o governo federal solicitando apoio para questões relacionadas à agricultura familiar e educação do Alto Uruguai

Uma comitiva formada pelo coordenador geral do SUTRA-AU, Alcemir Bagnara; pelo coordenador geral da FETRAF-RS, Douglas Cenci; pelo reitor da UFFS, João Alfredo Braida e o diretor do Campus da UFFS Erechim, Luís Fernando Corrêa da Silva; assim como os vereadores Gilberto Kozak, Isaías Wastchuk, Débora Cenci, Paulina Dias, e Gilmar Zolett Vieira, esteve em Brasília nesta semana passada para uma série de audiências com representantes do Executivo e Legislativo. A delegação levou uma série de reivindicações da região para o Governo Federal. O conjunto das audiências foi intermediada, e teve a participação da deputada federal Maria do Rosário.

Segundo Alcemir Bagnara, a comitiva participou de 15 audiências de negociações e reuniões, entre elas, conversas no Ministério do Desenvolvimento Agrário, Incra, Ministério da Justiça, MEC, CONAB, Ministério da Integração, e Secretaria Geral de Comunicação do governo Lula. “Apresentamos um conjunto das nossas pautas da agricultura familiar, e também outras pautas mais específicas.  Estivemos falando sobre a crise que vive a produção de leite e as políticas que o governo anunciou para o setor, além de cobrar medidas de urgência para salvar essa cadeia produtiva. No MDA tratamos dos financiamentos que foram abertos nos municípios que tem decreto de calamidade pública, para que eles possam ser estendidos para os municípios que decretaram situação de emergência”, disse Bagnara.

Outro tema debatido foi relacionado aos conflitos agrários, que tratam das terras indígenas e as terras dos agricultores familiares. A comitiva participou da posse dos membros da Comissão Nacional de Enfrentamento à Violência no Campo, realizada no Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania. Esta Comissão irá tratar dos conflitos entre agricultores familiares e indígenas.

Além disso, os representantes dos agricultores familiares pleitearam uma demanda específica do IFRS, que é a construção de um refeitório, com sinalização positiva para esta demanda. Além de demanda para o município de Centenário, que recentemente teve a frota de ônibus escolares destruídos por um incêndio, e demandas de Barra de Rio Azul, que contabilizou perdas depois que o excesso de chuva trouxe prejuízos a grande parte do município.

Na avaliação de Bagnara, o balanço é muito positivo. “Nós tivemos no MDA a visualização de projetos de inovação e tecnologias, que se apresentam na agricultura familiar. Também em questões mais específicas com os temas tanto da homeopatia, quanto da produção de bioinsumos. Nós cobramos do Incra a questão do convênio com os sindicatos para estarmos encaminhando a demanda que os agricultores têm da relação com o Incra. Estivemos no Ministério da Justiça mantendo um diálogo sobre o tema das áreas indígenas, e tivemos o compromisso do Governo de estar fazendo intermediação, ouvindo os agricultores familiares”, disse ele.

Bagnara também destacou os avanços importantes em relação às reivindicações da UFFS, apresentando para o MEC o tema do transporte dos alunos, a moradia estudantil, o compromisso de estar construindo alternativas junto à UFFS, para que ela se consolide como uma das referências, e sendo fortalecida pelo Governo Federal.

O diretor do Campus da UFFS Erechim, Luís Fernando Corrêa da Silva, também ressaltou os avanços para a região que a comitiva pleiteou em Brasília. “A semana em Brasília foi muito produtiva e de avanços para o Alto Uruguai. Apresentamos um conjunto de demandas da UFFS – Campus Erechim ao MEC e à Deputada Maria do Rosário, principalmente a necessidade de implantação de uma política de moradia estudantil na universidade. Também participamos de audiências que envolveram temas importantes para a região, relacionados à agricultura familiar e aos municípios”, enfatizou.

Para o coordenador geral da FETRAF/RS, Douglas Cenci, a avaliação também é muito positiva. “Conseguirmos avançar em muitas questões, e acreditamos que essa ação foi determinante, especialmente nos temas ligados à educação, do IFRS e da UFFS, mas também no tema do leite e demais temas da agricultura familiar na região”, disse ele.

A deputada Maria do Rosário enfatizou que a agricultura familiar é um setor muito importante da economia, tanto em relação ao desenvolvimento regional, quanto de todo o Brasil. “Nosso mandato tem o compromisso com a soberania alimentar e com a agricultura familiar, que é a grande geradora de alimentos”, disse ela.

Maria do Rosário enfatizou ainda que seu gabinete serve como uma referência para o Alto Uruguai em Brasília. “Com o governo Lula, temos muitas políticas retornando, e novas sendo criadas, e o Alto Uruguai precisa participar deste processo”, finalizou ela.

  • https://server2.webradios.com.br:19142/9142
  • Rádio Barão 105.9 FM
  • Rádio On Line