Sutraf promove audiência Pública para tratar dos efeitos da estiagem

Sutraf promove audiência Pública para tratar dos efeitos da estiagem

Evento ocorreu em Itatiba do Sul contando com a participação de aproximadamente 100 agricultores 


Os efeitos da estiagem tem causado muitos transtornos para os agricultores, sendo dramática a situação de algumas famílias, para tratar do tema o Sindicato Unificado dos Trabalhos da Agricultura Familiar – Sutraf Alto Uruguai em parceria com a Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Rio Grande do Sul – Fetraf/RS, está promovendo uma série de audiências públicas. A primeira ocorreu nesta tarde (21), em Itatiba do Sul.
Aproximadamente 100 agricultores participaram do evento que contou com a presença do coordenador geral da Fetraf/RS, Douglas Cenci; com o coordenador geral do Sutraf Alto Uruguai, Alcemir Bagnara; com o coordenador do Sutraf de Itatiba do Sul e representante da Câmara de Vereadores do município, Isaías Wastchuk; com o prefeito municipal, Valdemar Cibulski; o vice-prefeito, Célio Fiabani; além de representantes da Cresol, Sicredi e Banrisul e demais lideranças.
O coordenador da Fetraf destacou a grave situação enfrentada pelos agricultores em todo o estado, destacando as ações que a entidade está realizando buscando soluções junto ao poder público.
Para Bagnara, essas audiências são importantes para ouvir os agricultores dialogando de perto para identificar todos os desafios que estão sendo enfrentados para se buscar medidas para minimizar o problema junto ao governo.

Wastchuk destacou em seu discurso as dificuldades enfrentadas pelos agricultores não somente de milho, mas de frutas e hortaliças, além dos produtores de leite. ” Todo mundo vai sentir o impacto, seja no campo ou na cidade, a situação é dramática”, comentou.
Durante o evento a Emater apresentou dados da estiagem, já que neste momento o RS possui cerca de 300 municípios em situação de emergência e outros aguardando homologação da Defesa Civil.

A audiência contou a formação de grupos de trabalhos, onde os agricultores também incrementaram algumas propostas entregando as pautas para o prefeito municipal de Itatiba do Sul.

Agricultura pede socorro
No dia de 10 de janeiro a Fetraf em conjunto com demais entidades do campo entregaram uma pauta de reivindicações ao governador Eduardo Leite, solicitando ajuda para os agricultores familiares. Dentre as principais ações apresentadas estão:
1. Edição de decreto de situação de Emergência para o Estado do RS por conta da estiagem;
2. Liberação de um crédito alimentar no valor de R$ 3 mil por família de agricultores familiares;
3. Operacionalizar imediatamente os R$23 milhões do BNDES a fundo perdido, referente ao Plano Camponês;
4. Agilizar a aprovação do Crédito Emergencial Rural, por meio do PL 115/2021;
5. Retomar uma política consistente e permanente de armazenamento, irrigação e de abastecimento de água, com os seguintes itens:
a. Construção de 10 mil cisternas;
b. Construção de 2 mil poços artesianos;
c. Construção de 15 mil açudes;
d. Distribuição de 10 mil Kits de Irrigação;
6. Agilizar a liberação do Programa de Sementes Forrageiras de inverno;
7. Agilizar junto a Emater/Ascar-RS as vistorias do Proagro.

Foto Divulgação

Assessoria de Comunicação 
SUTRAF- AU
Artigo anteriorCatharinas de banana com creme
Próximo artigoReceita de Panqueca de beterraba