URGENTE: Homem é preso e diz ter assassinado mulher que estava desaparecida em Concórdia

Ele foi localizado na noite de terça-feira no Rio Grande do Sul.

   O suspeito de ter sequestrado uma mulher de Concórdia disse à polícia te-la assassinado. Ele foi preso na noite desta terça-feira, dia 07, na ERS-122, na cidade de Antônio Prado, no Rio Grande do Sul. Ele confessou o assassinato aos policiais durante depoimento. A mulher estava desaparecida desde 2 de dezembro.

O homem, que era ex-companheiro da vítima e principal suspeito do desaparecimento, disse que matou a companheira e arremessou o corpo em um rio com uma pedra amarrada ao corpo. Ele teria cometido o crime em Concórdia. O autor, de 34 anos, com antecedentes por perturbação de sossego, segue preso.

Na conversa com o delegado, o homem disse que praticou o assassinato na terça-feira, dia 7. Na sequência, tentou fugir para o Rio Grande do Sul, quando foi flagrado. Mesmo com as informações prestadas por ele, a polícia vai dar continuidade às investigações para apurar a veracidade das declarações e mais detalhes do crime. O corpo ainda não foi localizado.

De acordo com as informações, a Brigada Militar recebeu informações do setor de inteligência de que o suspeito estava naquela região e iniciou buscas a ele. A informação dava conta que o criminoso estaria circulando na rodovia a bordo de um veículo Logan. A brigada solicitou a parada do veículo e o acompanhou por cerca de 18km, até que ele acatasse a ordem.

Com base nas informações recebidas do setor de inteligência, os policiais iniciaram o questionamento. Perguntado sobre o paradeiro de sua ex-companheira, os brigadistas notaram o nervosismo dele. Percebendo que havia sido descoberto, o homem empreendeu fuga ao mato, em região de difícil acesso, com mata densa e terreno acidentado.

Os policiais iniciaram a perseguição e conseguiram detê-lo. Ele ofereceu resistência, mesmo estando dominado e ao solo, e tentou evitar entregar as mãos para ser algemado. Com uso da técnica policial, foi possível a contensão, imobilização e condução à Delegacia para registro e demais esclarecimentos. O veículo foi recolhido ao guincho e passa por perícia com luminol.

Relembre o caso

A Polícia Civil de Concórdia através do Setor de Investigação e Captura está investigando um caso que pode terminar em sequestro. Segundo boletim de ocorrência registrado na Central de Polícia. Uma mulher moradora do Bairro Sintrial está desaparecida desde o dia 02 de dezembro.

Segundo o que foi repassado pela família e colegas de trabalho, a vítima foi vista pela última vez na quinta-feira da semana passada, quando saiu do trabalho em um restaurante localizado no centro de Concórdia para ir para casa e de lá para cá não foi mais vista. Conforme a irmão, ela nunca havia desaparecido e sempre mantinha contato com a família e amigos.

A família foi até a residência e nada foi levado. Segundo a irmã nem a roupa do varal foi tirada desde o dia do desaparecimento da mulher. O principal suspeito do sequestro seria o ex namorado, que sempre foi contra a separação do casal e segundo o que foi apurado ele também está desparecido e a última vez que foi vista estaria armado.

A Polícia está investigando o caso e nesta terça-feira novas diligencias serão realizadas para apurar melhor os fatos. Para ajudar no caso, a família fez um apelo pelas redes sociais nesta segunda-feira, pedindo se alguém tiver alguma informação do paradeiro da mulher que entre em contato com a Polícia Civil pelo 181 ou Polícia Militar 190.

Fonte: Rádio Solaris.

Artigo anteriorJulgamento da Kiss completa uma semana com dia tenso e mais de 12 horas de depoimentos
Próximo artigoPorto Alegre confirma segundo caso da variante ômicron