Trump aprovou ataque ao Irã mas voltou atrás, diz The New York Times

US President Donald Trump bids farewell to Canadian Prime Minister Justin Trudeau at the White House in Washington, DC, on June 20, 2019.US President Donald Trump bids farewell to Canadian Prime Minister Justin Trudeau at the White House in Washington, DC, on June 20, 2019. (Photo by NICHOLAS KAMM / AFP)

O presidente Donald Trump aprovou a execução de ataques militares contra o Irã em retaliação pelo abate de um drone de vigilância, mas, mais tarde, voltou atrás, segundo jornais americanos.

Na quinta-feira (20), o The New York Times e outros veículos citaram autoridades da administração dizendo que, inicialmente, Trump havia aprovado os ataques em alvos iranianos como radares e baterias de mísseis. A operação seria colocada em prática um pouco antes do amanhecer de sexta-feira para minimizar os riscos aos cidadãos iranianos.

A reportagem também cita que aviões e navios do exército americano estavam em posição de ataque, mas os militares foram ordenados a suspender a operação. O motivo da mudança repentina do plano não é claro. As opiniões teriam se dividido dentro do governo e entre os líderes do Congresso, com alguns dando apoio aos ataques de retaliação e outros cautelosos com o aumento das tensões na região.

Os Estados Unidos estão acusando a Guarda Revolucionária do Irã de ter derrubado o drone em águas internacionais na quinta-feira. Por sua vez, o Irã diz que o drone invadiu seu espaço aéreo.

Fonte: Gaúcha ZH

Artigo anteriorProcesso de verificação racial eliminou 43% dos cotistas na UFRGS
Próximo artigoCOSTELA NA PRESSÃO COM LINGUIÇA