Em assembleia, professores aprovam greve por tempo indeterminado no RS

Em assembleia, professores aprovam greve por tempo indeterminado no RS
Paralisação dos educadores de rede estadual inicia no próximo dia 15.
Educadores pedem reajuste salarial, pagamento do piso e outras pautas.
Em assembleia geral na tarde desta quarta-feira (8), professores da rede estadual de ensino decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir do próximo dia 15. A mobilização, conforme o Cpers, sindicado da categoria, está alinhada à paralisação nacional convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação.
A assembleia ocorreu no ginásio Gigantinho, na Zona Sul de Porto Alegre. A greve já havia sido aprovada pelo conselho do sindicato, que levou o tema para votação nesta quarta. A maioria optou pela mobilização.
Entre as reivindicações da categoria, está o cumprimento da lei do piso salarial nacional, o pagamento integral do 13º salário e reajuste de salário. Os educadores também são contra as reformas da previdência, trabalhista e do ensino médio.
Após a definição da adesão à paralisação nacional, os professores deixaram o ginásio Gigantinho em caminhada rumo à Esquina Democrática, entre a Avenida Borges de Medeiros e a Rua dos Andradas, no Centro da capital. A manifestação iniciou pela Avenida Padre Cacique, bloqueando parcialmente o trânsito na região.

Artigo anteriorChape estreia com vitória na Libertadores
Próximo artigoPeixe na Telha