Procon de Porto Alegre orienta consumidores para a Black Friday

0
1094

Procon de Porto Alegre orienta consumidores para a Black Friday
No próximo dia 25 de novembro ocorrerá a edição de 2016 da Black Friday, grande evento de descontos promovido pelo varejo em sites e lojas físicas com reduções de preços prometidas que podem chegar a 80% do valor original do produto. Com a chegada da data, o Procon de Porto Alegre orienta os consumidores sobre os cuidados ao realizar as compras.

Nas edições anteriores da promoção, muitos foram os problemas experimentados pelos consumidores que registraram, somente no Procon Porto Alegre, mais de 100 reclamações sobre a Black Friday, sendo a maioria vinculada à alegada maquiagem de preço final de venda. “Ocorreu com frequência a atitude de fornecedores aumentarem os preços antes de ocorrer a Black Friday e, no dia da promoções, oferecerem o desconto equivalente ao aumento efetuado, fato que ficou conhecido popularmente como a metade do dobro”, lembra o diretor-executivo do Procon, Cauê Vieira.

Para o consumidor, o Procon Porto Alegre destaca que deve ser realizada com antecedência uma pesquisa de preços das mercadorias que se pretende adquirir pela Internet para que a compra seja efetuada com segurança. A finalidade é verificar se os descontos oferecidos na promoção correspondem de fato à redução de valores dos produtos na loja. O consumidor também deve se certificar antes das compras se os sites são de boa procedência, podendo acessar no site do Procon a lista de sites não seguros como um indicativo de segurança para realização de suas compras.

Outro aspecto a ser verificado no site das empresas é a existência de formas de contato alternativos, com indicação obrigatória de endereço físico e telefone de contato, elementos que, se ausentes, já indicam a probabilidade de dificuldade de contato com a empresa para qualquer esclarecimento necessário. Nas compras on-line, o consumidor deverá preferencialmente optar pelo pagamento via cartão de crédito, uma vez que o cancelamento dessas compras, em caso de qualquer problema, ser mais fácil de ser feito do que em compras realizadas por boletos.

Da mesma forma, nas comprar realizadas pela internet aplica-se o direito de arrependimento, pelo qual o consumidor pode desistir da compra em até sete dias a contar do recebimento do produto, devolvendo o produto em perfeito estado para receber o seu dinheiro de volta, direito este não previsto para as compras realizadas nos estabelecimentos comerciais, quando o consumidor tem contato direto com a mercadoria. Para estes casos, a dica do Procon é que o consumidor preste atenção na política de trocas do estabelecimento, que deverá ser visível aos clientes.

A expectativa do Procon Procon Alegre é que haja uma redução do número de reclamações quanto à promoção neste ano. “A partir do momento em que há conscientização do mercado com relação à necessidade de respeitar o seu cliente, estabelecendo políticas transparentes de compras, aliadas ao cada vez maior empoderamento do consumidor pela troca de informações, a relação de consumo se torna mais harmônica, restando ao Procon a tarefa de bem orientar as parte para a diminuição dos conflitos.”, finaliza Vieira.

Deixe uma resposta