Polícia usa escavadeira em operação ’’Pente Fino’’ no presídio de Erechim

Polícia usa escavadeira em operação ’’Pente Fino’’ no presídio de Erechim
Cerca de 87 agentes da Susepe, do Batalhão de Operações Especiais da Brigada Militar e do Pelotão de Operações Especiais, realizaram na manhã desta segunda-feira, 21 de novembro, uma minuciosa revista no Presídio Estadual de Erechim.

A ação iniciou nas primeiras horas da manhã, quando os detentos foram levados para o pátio e as 34 celas passaram por vistoria. Na sequência os presos voltaram para as celas e uma escavadeira foi utilizada para auxiliar na procura por armas e drogas que por ventura pudessem estar enterradas no pátio da penitenciária.

O promotor de justiça, Gustavo Burgos de Oliveira, acompanhou os trabalhos para garantir a integridade dos detentos.

Na ação desta segunda-feira foram apreendidos 31 aparelhos de telefone celular, 30 stocks (facas e facões artesanais), uma balança de precisão, talheres, crack, maconha e cocaína.

Em setembro uma revista parcial nas celas já havia apreendido cerca de 51 aparelhos de telefone celular, mais de 30 facas artesanais, além de crack, cocaína e maconha.

Em outubro, um revólver, calibre 32, e munições, enterradas no pátio da casa prisional. Na data também foram apreendidos telefones celulares e drogas. Já no último dia 14 de novembro, agentes da Susepe impediram uma fuga após flagrarem presos serrando as grades da janela de uma das celas e, durante a ação, uma banana de dinamite foi arremessada para o pátio do presídio. O explosivo foi jogado da galeria em uma tentativa de evitar que as autoridades identificassem qual o preso que estaria em posse da mesma. No dia seguinte foi registrada a fuga de seis detentos, que abriram um buraco no teto da cela.

O Presídio Estadual de Erechim possui capacidade para cerca de 250 detentos, mas aproximadamente 530 cumprem pena no local. Segundo fontes, a defasagem no número de agentes trabalhando na penitenciária estaria beirando 50%.

Por Alan Dias/JBV Online

Artigo anteriorPrefeitos gaúchos terão R$ 353 milhões a menos no caixa em 2017
Próximo artigoPrefeitura de Sananduva decreta situação de calamidade pública