Porto Alegre ultrapassa 1.000 óbitos pela Covid-19 seis meses após primeiro registro

0
96

Seis meses após registrar a primeira morte, Porto Alegre ultrapassou a marca de 1.000 óbitos pela Covid-19 nesta segunda-feira. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a Capital contabiliza, até este momento, 1.011 vítimas fatais da doença. 

A partir da primeira fatalidade, reportada no dia 23 de março, a cidade viveu momentos distintos entre restrições, flexibilizações e índices maiores e menores de adoção da população ao isolamento social. Durante o começo da pandemia, com o período mais rigoroso nas medidas de combate à Covid-19 e menor circulação de pessoas, a Capital precisou de 101 dias para superar a barreira das 100 mortes pela doença, no dia 2 de julho.

Desde então, o número de novos óbitos cresceu em velocidades diferentes. Entre a 100ª vítima e a 200ª, foram necessários 16 dias, até o dia 18 de julho. Para ultrapassar a 300ª, mais dez dias. Em agosto, a Capital ultrapassou as 400 mortes, no dia 5, as 500, no dia 13 e as 600, no dia 24 – com média aproximada de 100 mortos a cada dez dias. 

No mês de setembro, de acordo com a SMS, a cidade superou as 700 vítimas no dia 1°, as 800, no dia 9, as 900, no dia 17 e chegou ao milésimo óbito nesta segunda-feira, dia 28. Uma média aproximada de 100 mortos a cada nove dias. 

Avanço em óbitos pela Covid-19:

02 de julho – 100 óbitos
18 de julho – 200 óbitos
28 de julho – 300 óbitos
5 de agosto – 400 óbitos
13 de agosto – 500 óbitos
24 de agosto – 600 óbitos
1° de setembro – 700 óbitos
9 de setembro – 800 óbitos
17 de setembro – 900 óbitos
28 de setembro – 1000 óbitos 

SMS registra 35 óbitos em novo boletim

De acordo com a SMS, os 35 novos óbitos notificados no novo boletim desta segunda-feira ocorreram entre 15 e 28 de setembro e os pacientes tinham entre 49 e 94 anos. Destes, apenas um não apresentava comorbidades. A marca é superada onze dias após a cidade ultrapassar os 900 mortos. Em relação ao período anterior, entre a 800ª e a 900ª vítima, a velocidade no avanço dos óbitos apresentou uma leve redução, sendo aumentada em três dias. Na ocasião anterior, a Capital registrou 100 mortes em 8. 

Segundo a pasta, a cidade totaliza 32.889 casos confirmados e 27.970 recuperados. Até o começo desta noite, 284 pacientes estavam em tratamento no sistema hospitalar da Capital, com taxa de ocupação de 84,24%;

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta