Mais de 40 mil unidades continuam sem luz na Grande Florianópolis

0
624

Ao menos 43 mil unidades consumidoras ainda estavam sem energia por volta das 6h desta segunda-feira (5) após ventos de até 118 km/h causarem estragos entre o Sul de Santa Catarina e a Grande Florianópolis na madrugada de domingo (4). Com os estragos, a prefeitura de Florianópolis e São Ludgero decretaram situação de emergência. Cerca de 40 pessoas estão desalojadas.

Conforme as Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), uma força-tarefa, com 45 equipes, atua desde a madrugada para restabelecer o fornecimento de luz.

Os bairros de Jurerê, Ingleses, Lagoa da Conceição e os do Sul da Ilha foram os mais afetados pela queda de energia. Com os estragos, a prefeitura de Florianópolis decretou situação de emergência.

A expectativa do órgão é de que os trabalhos de recuperação na região sigam até quarta-feira (7), com a retirada de árvores caídas e conserto de fiação de iluminação pública.

“São comprometimentos parciais, causados sobretudo onde houve muitas ocorrências de árvores sobre a rede elétrica, ventos que derrubaram postes de iluminação. Não são bairros inteiros, mas partes importantes do Sul e do Leste da Ilha”,  explicou o assistente de distribuição da Celesc Pablo Cupani.

A Defesa Civil distribuiu lonas para proteger as residências destelhadas.

Árvores caíram sobre fiação elétrica e interditaram rua em Jurerê Internacional, em Florianópolis (Foto: Fernanda Burigo/G1)Árvores caíram sobre fiação elétrica e interditaram rua em Jurerê Internacional (Foto: Fernanda Burigo/G1)

Falta d’água
De acordo com a Casan, em Florianópolis, a região mais afetada é o Sul da Ilha, onde aproximadamente “150 mil unidades permanecem com abastecimento de água interrompido em função da falta de energia, que impede o funcionamento da Estação de Tratamento de Água do Peri”.

O abastecimento também está prejudicado no Norte da Ilha, onde 50% das residências ainda estão sem fornecimento de água na manhã desta segunda-feira.

Região do Sul da Ilha foi a mais afetada em Florianópolis, segundo a Defesa Civil (Foto: Luiz Oliveira/RBS TV)Região do Sul da Ilha foi a mais afetada em Florianópolis, segundo a Defesa Civil (Foto: Luiz Oliveira/RBS TV)

UFSC perde uma tonelada de alimentos
Uma tonelada de alimentos do Restaurante Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) precisou ser descartada devido à falta de energia. Entre as estruturas afetadas no campus Trindade estão ainda a biblioteca, o hospital e ginásio do Centro de Desportos.

Conforme a UFSC, a reitoria promoveu uma reunião de emergência na tarde de domingo para avaliar os estragos e organizar os trabalhos de recuperação. No Centro de Desportos, o ginásio da piscina foi destelhado, a biblioteca teve as vidraças quebradas e infiltração de água.

Deixe uma resposta