Grêmio sai da zona do rebaixamento para ganhar o 37º Gauchão

0
175

Coroado campeão gaúcho pela 37ª vez em sua história neste domingo, o Grêmio fez uma campanha de recuperação no Gauchão deste ano. Por conta da disputa do Mundial de Clubes no final de 2017, o Tricolor iniciou o torneio com o time de transição, que decepcionou e assustou: Tricolor chegou a frequentar a zona de rebaixamento. Para evitar um fiasco, os titulares tiveram de antecipar a entrada na competição e assim iniciaram a arrancada rumo ao título.

O Campeonato Gaúcho teve início em 17 de janeiro. O elenco do Grêmio campeão da Libertadores se apresentou para a pré-temporada no dia seguinte. Em razão disso, o time de transição representou o clube nas primeiras rodadas. O desempenho dos garotos foi decepcionante. Em quatro partidas, o Tricolor conquistou apenas um ponto.

A campanha ruim da transição antecipou a utilização do elenco principal no Gauchão. Os titulares estrearam na quinta rodada, em 3 de fevereiro, diante do Cruzeiro – apenas 17 dias depois da apresentação. O resultado não foi bom. Apesar de ter dominado toda a partida, o Grêmio acumulou chances de gol perdidas e acabou derrotada por 1 a 0.

Àquela altura, a derrota deixava o Grêmio na lanterna no Gauchão. Mesmo assim, após a partida, o técnico Renato Portaluppi não fugiu ao seu estilo e mostrou confiança na classificação. “Eu garanto que o Grêmio vai classificar. Os outros vão brigar por sete vaga, uma é do Grêmio”, afirmou.

Promessa feita é promessa cumprida

Depois da partida contra o Cruzeiro, o Grêmio perdeu apenas um jogo na primeira fase do Gauchão – diante do VEC -, quando poupou os titulares. Com quatro vitórias em cinco jogos, o Tricolor chegou à última rodada vivo. Mas para não depender de resultados paralelos precisava vencer o Inter no Beira-Rio. E foi o que fez.

Após um primeiro tempo avassalador, quando fez 2 a 0, mas poderia ter terminado tranquilamente com três ou quatro gols de vantagem, o Grêmio resistiu à pressão colorada no segundo tempo e saiu da casa do rival com uma vitória de 2 a 1 e a classificação garantida. Era apenas o início de uma sequência de clássicos.

Gre-Nais

Quis o destino que Grêmio e Inter se encontrassem novamente nas quartas de final do Gauchão. E mais uma fez prevaleceu o lado azul. No primeiro Gre-Nal, na Arena, o Tricolor impôs uma goleada de 3 a 0 que escancarou sua superioridade sobre o rival. Na volta, no Beira-Rio, o Colorado venceu por 2 a 0, mas não adiantou. A classificação era mesmo do Grêmio, que arrancava para conquistar o título gaúcho.

Passeio na semifinal

O Grêmio passou com absoluta tranquilidade pela semifinal do Campeonato Gaúcho. O Avenida, que tinha surpreendido ao eliminar o Caxias nas quartas de final, não se mostrou capaz de enfrentar o Tricolor em nenhum momento. Logo no jogo de ida, o time de Renato aplicou 3 a 0 em Santa Cruz do Sul e encaminhou a vaga para a final, que foi confirmada com um empate na Arena em jogo que a maior parte dos titulares foi poupada.

Final

Na final, o cenário das fases anteriores se repetiu. Dono da melhor campanha do Gauchão, o Brasil de Pelotas foi à Arena com a expectativa de ganhar o título gaúcho após 99 anos. Mas não foi páreo para o Grêmio. Novamente, o Tricolor resolveu o confronto no primeiro jogo.

Após um primeiro tempo em que o Xavante resistiu à pressão tricolor, a expulsão de Eder Sciola abriu o caminho para uma goleada. Com um jogador a mais, o Grêmio foi soberano na etapa final e aplicou uma goleada de 4 a 0, que praticamente garantiu o título.

Na volta, mesmo com a goleada, a torcida do Brasil de Pelotas esgotou os ingressos e lotou o Bento Freitas. Os que os pouco mais de 10 mil xavantes viram foi, de novo, uma atuação tranquila do Grêmio. O time sobrou no segundo tempo e ao seu estilo, trocando passes chegou a mais uma goleada: 3 a 0. Cícero, Alisson e Léo Moura fizeram os gols que calaram o “caldeirão” Bento Freitas.

Confira todos os jogadores que entraram em campo pelo Grêmio no Gauchão 2018

Goleiros

Marcelo Grohe, Bruno Grassi e Paulo Victor

Zagueiros

Geromel, Kannemann, Bressan, Paulo Miranda, Mendonça, Ruan

Laterais

Léo Moura, Madson, Léo Gomes, Cortez, Marcelo Oliveira, Guilherme Guedes, Anderson,

Meio-campistas

Jailson, Arthur, Maicon, Ramiro, Michel, Cícero, Rodrigo Ancheta, Balbino,

Matheuzinho, Thaciano, Jean Pyerre, Patrick, Maicosuel

Atacantes

Luan, Everton, Jael, Hernane, Pepê, Isaque, Lima, Poletto, Alisson, Léo Tilica, Thonny Anderson, Vico, Dionathã

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta