FUMAÇA DE QUEIMADAS NA AMAZÔNIA ESCURECE CIDADES DO CENTRO-OESTE E SUDESTE

0
215

Segundo informou a empresa de meteorologia MetSul, a fumaça proveniente de queimadas na região amazônica está sendo carregada pelo vento desde a manhã de hoje (19) na direção da região Sudeste do país. Diversas cidades na faixa que vai do sul da floresta até o litoral do Paraná e de São Paulo relataram um escurecimento anormal do céu e um tom amarelado bastante incomum.

Conforme relataram diversos seguidores da MetSul nas redes sociais, cidades como Londrina e Maringá, no Paraná, e Campo Grande, no Mato Grosso do Sul foram cobertas por uma camada de fumaça que escureceu os céus juntamente com a nebulosidade causada pela frente fria que estacionou na região. O aeroporto da capital sul-mato-grossense relatou visibilidade de apenas 6 mil km.

MetSul.com@metsul
Respondendo a @metsul

🌳🔥 O modelo de dispersão do Sistema @CopernicusEU mostra a pluma de fumaça avançando nesta manhã da região amazônica e interior do continente justamente para o Norte paranaense que está com situação pré-frontal.

Ver imagem no Twitter

MetSul.com@metsul

🔥💨 A projeção é que a pluma de fumaça atue hoje no fim do dia e durante a terça-feira com mais força no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e estado de São Paulo.

Ver imagem no Twitter

875

Informações e privacidade no Twitter Ads

O avanço da fumaça das queimadas na região amazônica foi flagrado pelo Copernicus, o programa de observação terrestre por meio de satélites mantido pela União Europeia. A cidade de São Paulo também observou um escurecimento precoce do céu no meio da tarde e a coloração amarelada foi relatada em diversos pontos da capital paulista.

Muito dessa coloração é causada pelo tempo seco causado pelo chamado verão amazônico, que facilita o aumento dos focos de incêndio na região da floresta e aumenta a quantidade de poeira espalhada pela atmosfera. A união desse fenômeno com a frente fria presente no sudeste causou o escurecimento do céu no meio da tarde.

Deixe uma resposta