Espumante: a estrela das festas de fim de ano

0
651

Espumantes se tornaram sinônimo de festas e celebrações, seja numa comemoração simples, a dois ou num brinde de Ano Novo. É uma bebida imponente e traz um tom elegante para qualquer ocasião. Apesar de muito apreciada, poucos sabem as diferenças desse líquido borbulhante e cheio de glamour.
As festas de fim de ano estão chegando e, para não ter dúvidas na hora de escolher o seu espumante,apresentamos dicas para você não fazer feio.

O que é espumante

Espumante é um vinho que sofre duas fermentações, a primeira alcoólica, comum de todos os vinhos, que transforma o açúcar da uva em álcool. A segunda fermentação é onde a mágica acontece: o simples vinho branco se transforma num líquido gaseificado e borbulhante. Dividem-se em vários tipos, como champagne, cava e prosecco, entre outros, além de possuírem diferentes sabores: de Nature (o mais seco) a doce, passando por extra-brut, brut e demi-sec.

Champagne
Um espumante feito na região de Champagne, no nordeste da França. Os champagnes são fabricados obrigatoriamente apenas com as uvas chardonnay, pinot noir e pinot meunier.

Prosecco
De origem italiana, o prosecco é produzido em muitas vinícolas brasileiras. Tem sabor cítrico e leve, combinando com momentos descontraídos.

Cava
Os espumantes mais consumidos do mundo, são produzidos na Espanha, especialmente com as uvas parellada, xarello e macabeo.

Frisante
Normalmente confundido com espumante, é um vinho menos gaseificado, sem espuma, com sabor leve e adocicado. Uma bebida ideal para dias quentes.

Sabores e harmonização dos mais consumidos

Moscatel:
É um tipo de uva que se adaptou muito bem ao clima brasileiro e produz uma bebida bem doce. Harmonização: muito indicada para servir com sobremesas doces, como mousse, cremes, pudim, saladas de fruta, sorvetes. Também pode ser servido na hora dos aperitivos. O queijo gorgonzola é uma boa opção, por ter um sabor bem marcante, sendo suavizado pela doçura da moscatel.

Demi-sec:
Uma bebida mais robusta e de fácil degustação, menos doce do que a moscatel. Harmonização: também combina bem com doces, além de frutas. A leve acidez harmoniza perfeitamente com o sabor adocicado das sobremesas. Você também pode servir com grelhados leves e peixes.

Brut:

Uma bebida com mais personalidade, quando comparada às demais. Geralmente é mais apreciada pelos amantes de vinhos, pois o sabor é marcante e um pouco amargo. A Brut seria o equivalente a um vinho seco. Harmonização: combina perfeitamente com entradas, como uma salada com camarões, ou pratos principais que incluam carnes e massas.

Deixe uma resposta