Em busca de vaga entre os titulares do Inter, Sarrafiore deve iniciar contra o Novo Hamburgo

0
548

Inter foi ao Estádio do Vale e, com um gol de Nico López, outro de Martín Sarrafiorebateu o Novo Hamburgo por 2 a 0 e ficou em posição confortável para decidir às 21h30min desta quarta-feira, no Beira-Rio, a vaga às semifinais do Gauchão. Para seguir adiante e enfrentar a partir do final de semana o vencedor de Caxias e Aimoré, o time de Odair Hellmann pode até perder por um gol de diferença. A tarefa do visitante será quase uma missão impossível em Porto Alegre.

Mas a noite colorada deverá contar com uma atração extra. Ou melhor, “con una atracción”: Sarrafiore como titular. O meia argentino de 21 anos poderá começar o jogo, dentro do projeto da comissão técnica do Inter de rodar todo o elenco nessas semanas de decisões. Caso vá avançando no Campeonato Gaúcho e na Libertadores, a equipe terá partidas de vida ou morte nas próximas seis semanas.

Sem poder contar com William Pottker pelos próximos 15 dias devido a uma lesão muscular na coxa esquerda, Odair lançou Martín Sarrafiore diante do Novo Hamburgo no lugar de Guilherme Parede que, por sua vez, substituía Pottker.

— Ele está cada vez mais aproveitando suas oportunidades. É mais um jogador que vem dando boa resposta, como todos os outros — disse Odair Hellmann, ao final da partida no Vale, tentando conter alguma euforia com o bom desempenho e com o gol marcado por Sarrafiore sobre o Novo Hamburgo.

Revelado pelo Huracán, Sarrafiore acabou chamando a atenção da direção colorada na Copa Ipiranga, ao final de 2017. Contratado pelo Inter, que aproveitou o fato de o jogador não ter firmado contrato profissional com o clube argentino, Martín desembarcou em Porto Alegre em 2 de julho do ano passado.

Recebeu acompanhamento de uma comissão multidisciplinar, a fim de aumentar a massa muscular e a se adaptar ao novo time. Teve a primeira chance no Brasileirão, quando atuou por 10 minutos no 1 a 1 diante do Paraná, na última rodada. Na atual temporada, começou os jogos contra o São Luiz (vitória colorada por 1 a 0, na estreia do Estadual) e Aimoré (vitória por 2 a 0, quando marcou o primeiro gol). São oito partidas, 230 minutos jogados e três gols marcados em 2019.

— Sarrafiore é o meia que mais bate a gol no time, com uma média de quatro chutes por partida. Contra um de Patrick, um de Nonato e 1,7 de Edenilson — ressalta Vinícius Fernandes, analista do Projeto Footure. — Sarrafiore ainda é jovem e demorou a ganhar a intensidade necessária para estar entre os profissionais de um elenco já consolidado. Nunca será intenso como Edenilson. É um meia mais clássico, que pode jogar como apoiador no tripé do 4-3-3 ou mesmo aberto no 4-2-3-1, como já atuou. É um jogador de poucos toques na bola, mas toques cruciais ao ataque. Ele empresta ao Inter duas características em falta no elenco: o passe de ruptura e o chute de média distância — argumenta Fernandes.

Mas Sarrafiore não deverá ser assunto apenas dentro de campo. O Huracán foi à Fifacobrando US$ 10 milhões (pouco menos de R$ 40 milhões) do Inter e do atleta pelo que entende ser uma contratação irregular. Sarrafiore chegou às categorias de base do Huracán aos 15 anos de idade, após passar por Boca Juniors, e depois de jogar por seis meses no Manchester City. A direção colorada diz nada temer com relação à moção argentina.

Mais recente adversário do Inter, o técnico Bolívar entende que o argentino tem evoluído a cada jogo e que, para seguir crescendo, precisará ter uma sequência em campo.

— Parte muito do técnico dar continuidade ao jogador. Sarrafiore tem entrado e dado a resposta, está se adaptando cada vez mais ao grupo de jogadores, ao clube e ao país. É um jogador que vai dar grandes alegrias ao torcedor do Inter — disse o treinador do Novo Hamburgo. — Nesta quarta-feira, teremos um jogo decisivo, onde estamos com o placar adverso e no qual precisaremos acreditar até o final. E, sobretudo, sermos cirúrgicos nas chances que tivermos — acrescentou Bolívar, sobre a partida contra o Inter.

Um dos líderes do vestiário colorado, Rafael Sobis também atua como uma espécie de consultor dos mais jovens. E aconselhou Sarrafiore:

— Com a fase que ele vive hoje, todos dizem que tem que jogar, ser titular. Como ele é um menino, talvez acredite nisso. Tem de manter os pés no chão. A única coisa que eu falo para ele é ter cuidado, porque vai ter uma hora que vai errar o gol, vai dar alguma coisa errada, e aí ele já vai ser o pior do mundo. E isso vai abalar. Então, é para manter a linha, seguir o trabalho, corrigir alguns detalhes, porque o futuro dele é certo. Talento ele tem e isto vocês já viram.

A noite no Beira-Rio pode ser de Sarrafiore. E, num futuro breve, quem sabe não seja ele, Martín Sarrafiore, o novo camisa 10 do Inter?

Martín Sarrafiore em 2019

Jogos – 8
Minutos em campo – 230
Gols – 3

Como titular

São Luiz 0x1 Inter: jogou 60 minutos
Inter 2×0 Aimoré: jogou 76 minutos e marcou um gol

Como reserva

São José 2×0 Inter: jogou 10 minutos
Veranópolis 1×1 Inter: jogou 3 minutos
Inter 1×0 Brasil-Pel: jogou 25 minutos
Avenida 0x1 Inter: jogou 16 minutos e marcou o gol
Inter 2×0 Novo Hamburgo: jogou 18 minutos
Novo Hamburgo 0x2 Inter: jogou 22 minutos e marcou um gol

Fonte: Gaúcha ZH

Deixe uma resposta