Bombeiros salvam recém-nascida afogada com leite materno

0
122

Por telefone, avó recebeu ajuda dos militares e salvou a vida de sua neta.

Mãe e Avó que moram no bairro Presidente Vargas, em Erechim, passaram por momentos de desespero com a bebê de apenas 1 mês, no final da tarde desta segunda-feira (26).

A criança se afogou com o leite materno e parou de respirar. Sem saber o que fazer a avó ligou para a Central do Corpo de Bombeiros de Erechim e recebeu ajuda dos soldados De Gregori e Soldado Soares.

Por telefone, foram repassados os procedimentos de tapotagem para fazer a desobstrução das vias aéreas do bebê. Após a realização por parte da avó, o bebê voltou a respirar parcialmente. Enquanto os bombeiros repassavam orientações por telefone, outra equipe em uma ambulância deslocava para a residência da pequena vítima, na Rua João Zanella, para prestar auxílio. Ao chegar no local, a recém-nascida apresentava sinais de afogamento “Quando chegamos la, a avó ainda estava realizando o procedimento”, relatou um integrante da equipe.

A criança foi encaminhada ao Pronto Atendimento da Fundação Hospitalar Santa Terezinha para  avaliação médica e passa bem.

Orientação

Os bombeiros orientam que quando acontece este tipo de situação, um adulto deve colocar a criança deitada de bruços sobre o braço encaixando dois dedos entre o queixo da criança e fazer uma pressão na região dorsal (costas) em direção à cabecinha ou leves palmadinhas.

Deixe uma resposta